Unidade de Belém em destaque no Facebook da DPU

16 de setembro de 2014

Desativação de lixão no Pará vai afetar famílias de catadores de material reciclável. A DPU está ajudando na busca de soluções. Saiba mais:http://tinyurl.com/mde2xbs

A DPU atua em favor de populações vulneráveis, como pessoas em situação de rua, beneficiários da reforma agrária, índios, quilombolas e famílias atingidas por enchente.

10151152_688549701232701_952082568281203147_n

FONTE: https://www.facebook.com/defensoriauniao?fref=photo


Aniversariante do dia!

14 de setembro de 2014

Vitória Vieira – Administração


Criação de E-mail Institucional

5 de setembro de 2014

Memorando Circular nº 17/2014 – GAB/DPU/BELÉM/PA

Belém, 02 de setembro de 2014.

Aos Senhores Defensores, responsável pela Secretaria Processual – SEPROC, Servidores e Estagiários.

Assunto: Criação de E-mail Institucional

De ordem do Defensor Público Federal-Chefe, Dr. Cláudio Luiz dos Santos, informamos que foram criados os e-mail institucionais dos setores da DPU/Belém-PA , conforme relação abaixo, para o melhor fluxo de informações na execução dos serviços da unidade:

 

1º OFÍCIO REGIONAL – 1oficioreg.pa@dpu.gov.br

2º OFÍCIO REGIONAL –  2oficioreg.pa@dpu.gov.br

1º CÍVEL –  1oficiocivel.pa@dpu.gov.br

2º OFÍCIO CÍVEL –  2oficiocivel.pa@dpu.gov.br

 

3º OFÍCIO CÍVEL –  3oficiocivel.pa@dpu.gov.br

1º OFÍCIO ESPECIAL –  1oficiocivelesp.pa@dpu.gov.br

2º OFÍCIO CÍVEL ESPECIAL –  2oficiocivelesp.pa@dpu.gov.br

3º CÍVEL ESPECIAL –  3oficiocivelesp.pa@dpu.gov.br

 

1º OFÍCIO CIMINAL –  1oficiocriminal.pa@dpu.gov.br

2º OFÍCIO CIMINAL –  2oficiocriminal.pa@dpu.gov.br

 

SERVIÇO SOCIAL –  servicosocial.pa@dpu.gov.br

ATENDIMENTO –  atendimento.pa@dpu.gov.br

PROTOCOLO –  protocolo.pa@dpu.gov.br

SECRETARIA PROCESSUAL –  seproc.pa@dpu.gov.br

Wagner de Albuquerque Oliveira

Responsável Administrativo


DPU/PA PARTICIPA DE SEMINÁRIO NO DIA NACIONAL DE COMBATE E PREVENÇÃO AO ESCALPELAMENTO

4 de setembro de 2014

O evento realizado no último 28 de agosto, no auditório da Universidade da Amazônia – UNAMA reuniu órgãos e instituições que compõem a Rede de Proteção às Vítimas de Escalpelamento nos Rios da Amazônia. Estiveram presentes a Secretaria de Estado de Educação (SEDUC/PA), Universidade do Estado do Pará (UEPA), UNAMA, Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará (FSCMPA), Espaço Acolher, Hospital Metropolitano, Marinha do Brasil, e Defensoria Pública da União representada pelo Dr. Cláudio Luiz dos Santos, Defensor Federal, chefe da unidade em Belém, entre vítimas de escalpelamento e outras pessoas com atenção ao assunto.

O objetivo do evento é o de congregar profissionais das áreas de educação, saúde e demais interessados na causa, sobre a atenção integral às vítimas, no âmbito da prevenção e assistência para que produzam experiências e políticas públicas focadas na garantia de direitos a essa população.

“A prevenção pela educação e esclarecimento é o caminho a ser trilhado para, vez por todas, erradicar essa violência de que é vítima a população ribeirinha”, afirmou o Defensor Cláudio Santos.

Dr. Cláudio Santos, Chefe da DPU/PA participou do Colóquio.

Dr. Cláudio Santos, Chefe da DPU/PA participou do Colóquio.

O Espaço Acolher promoveu doações de cabelos para as escalpeladas

O Espaço Acolher promoveu doações de cabelos para as escalpeladas


Defensor de plantão!

3 de setembro de 2014

Defensor plantonista: Sílvio de Oliveira

Período: 01 a 04 de setembro


Vítima de tráfico de pessoas no Suriname consegue voltar ao Brasil

3 de setembro de 2014

Belém, 01/09/2014 - Uma brasileira que vivia no Suriname em situação de violência doméstica foi resgatada no último dia 18. A ação foi realizada pelo Comitê Estadual de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas (Coetrap) do Pará, do qual a Defensoria Pública da União (DPU) faz parte.

A.S.S. foi para o Suriname depois de receber um convite para ser garçonete mas, ao chegar naquele país, descobriu que seria obrigada a se prostituir. Após três meses, fugiu do local e conheceu um brasileiro, com quem teve dois filhos. Porém, a assistida era tratada com violência. O marido chegou a rasgar o passaporte de A.S.S. para impedi-la de voltar ao Brasil.

Em horário em que o marido não estava em casa, a assistida entrou em contato com a Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) por meio de uma rede social. O caso foi encaminhado ao Coetrap, que prestou a assistência necessária.

A DPU atuou para que a emissão de uma Autorização de Retorno ao Brasil (ARB) de A.S.S. fosse emitida o mais rápido possível. Para isso, foi feita uma articulação com a Polícia Federal, o Consulado do Suriname no Pará e a Assistência Consular do Brasil no Suriname. Depois de obter o documento, a assistida chegou a Belém (PA) com os filhos e foi recebida pela Coetrap.

“O maior medo da assistida era o marido descobrir o resgate. Segundo ela e seus familiares, caso isso tivesse ocorrido, ele poderia ter matado a assistida. Assim, todos os contatos foram feitos em sigilo nos horários em que o agressor não estava em casa”, disse o defensor Francisco Eduardo Falconi de Andrade. Também atuou na ação a defensora Rita Cristina de Oliveira Thomaz.

Fonte: NOTICIAS DO DIA – ASCOM


Aniversariantes de agosto!

28 de agosto de 2014

Dr. Anginaldo Vieira – 1º ORU

Wagner Albuquerque – Administração

Mauro Santos – Transporte

Maritania Pinheiro – SEPROC

Rosa Bergue – Copa

Paulo Sérgio – Transporte

 


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.